(ii) desconfia sempre

quando alguém te fala numa data dizendo:

– Eu em mil nove e noventa e oito…

Anúncios

(ii) ditos dos outros

escutei na rádio enquanto conduzia e não percebi quem o disse mas não deixa de ser um belo adágio dos novos tempos e bem verdadeiro!

Se o serviço na internet é gratuito, então você não é o cliente, é o produto!

até aqui levo com a publicidade do wordpress…

não comentarás a playlist alheia…

da livre escolha musical ao arrepio na alma!

poderia ser uma qualquer espécie de regra dos novos tempos, até porque acredito genuinamente que cada um tem bem direito a ouvir o que bem lhe apetece… mas, e há sempre um grande mas, de cada vez que entro num pc público em modo anónimo e abro digamos por exemplo o youtube o meu sangue ferve com as escolhas mais vistas!

é mais forte do que eu!