(xxii) gosto de

vos poder abraçar só porque sim!

Anúncios

num instante

lembrei-me de uma tarde de primavera quando tinha uns 9 ou 10 anos…

foi há minutos, naquele momento em que deixei a luz entrar depois de acordar de mais uma noite de trabalho.

da lembrança nada tenho a dizer: foram coisas simples, cheiros de primavera e um calor na pele, joelhos sujos e mãos com terra.

apesar da doçura o estranho foi que assim que abri a janela fui bruscamente assolado por um sentir diferente.

porque razão não conseguimos lembrar todos os instantes?
porque razão não conseguimos lembrar os que já não estão?

há lembranças que se perdem,
há pensar que desvanece.

(mas) há sorrisos que serão eternos.

(xiii) tonalidades

Lee Fields – Don’t Leave me this way para a La Blogothèque

I don’t expect you to understand
How these memories haunt my mind

como é que um tipo de fato de treino azul e sapatilha de ir ao bowling consegue encher a pont des arts com soul?

simples. chama-se o lee fields, um guitarrista e feito.

mas a verdade vai para além disso. na verdade é que da mesma forma que todos aqueles cadeados estavam ali presos à estrutura da ponte, existe sempre uma pequena constante entre o amor e a dor.

não se sabe o que é amar até um dia se sofrer.
não se sabe o que é amar até um dia se perder.

excelente interpretação do lee, daquele lote que me faz pensar que as melhores músicas são as que nos falam de amor e dor.

um louco com dedicatória

encontrei hoje por acaso esta imagem e sorri!

sendo um original de 1904, “el loco” é uma aguarela com traços simples do final do período azul de picasso dedicada ao também pintor sebastià junyent sans.

por razões óbvias adorei!

(ii) coisas que não me fazem falta mas são bem giras!

coisas como este tapete:

shop josie b – tapete de entrada “come as you are

só lhe mudava o estilo de letra… na verdade tive esta ideia porque vi num vídeo do chet faker algo que me fez lembrar os nossos tradicionais azulejos com ditos escritos, e pronto pensei que era um azulejo ou um tapete mas logo vi que o tapete já existia, resta-me o azulejo?