Sobre il

os “tontinhos” do tarot dizem que o louco é a carta do isolamento, da precipitação, da loucura e da confusão. a única sem número e que por isso significa a liberdade. que o louco olha para o infinito e que isso demonstra que a vida é muito mais do que vemos e a felicidade poderá estar além das aparências do dia-a-dia. bom até poderão ser tontinhos e ter programas da manhã bem chatos mas no essencial quanto ao louco até parecem ter alguma razão! sou do tempo da internet com ligação por modem a 56kbs e do luxo da adsl a 2mbs. sou do tempo do mIRC e do msn. sou da primeira geração de blogs. um dia recebi uma carta da joana de braga e fiquei ilmatto! criei um blogue e partilhei emoções até que um dia achei que chegara o final da canção… andei por aí a viver e a crescer. deixei o isolamento, isolando os meus pensamentos. o il perdeu-se do matto e com isso descobri como viver feliz!

(iii.mónaco) vou ali e venho já

Voualievenhoja

e cá estou na terceira incursão do vou ali e venho já, mas se das outras vezes senti um gozo incrível na viagem, desta nem por isso.

caramba… mónaco!? a sério!? nem música dá para procurar! bom mas ainda assim acabei por encontrar uma ou outra coisa que me fez sorrir…

Continuar a ler

Anúncios

(xv) tonalidades

não preciso de dizer nada. eles já disseram tudo.

 

DEAD COMBO – Povo Que Cais Descalço

“Um país abandonado, deixado à mercê de um destino que não se vislumbra no horizonte. Um povo descalço, que cai a cada passo que dá, empurrado por uma gigantesca mão feita de aço. Paisagens inóspitas arrancadas, à força, do coração de que é feito esta gente. Um coração que bate, forte, indestrutível. O povo que cai, mas que se ergue sempre após cada queda e continua a caminhar. O povo que é o país, o povo que somos nós. Todos.” Dead Combo